Como dissemos, vídeos são uma ótima fonte de empatia, lembrança e autoridade. A despeito da recente explosão de vídeos on-line, um bom material audiovisual é e sempre será visto como um fator de diferencial, algo exclusivo, pois é nítido que é fruto de um processo apurado de produção. Com um roteiro campeão é possível, por exemplo, criar histórias engajantes, construir uma conexão emocional direta, explicar uma solução de maneira brilhante, utilizar efeitos visuais incríveis – e assim conquistar a sua audiência.
O fato é que nem todos os tipos de pessoas se sentem confortáveis em abrir mão do senso de controle. Alguns visitantes preferem ter total controle da situação ao interagir com um site. É o tipo de pessoa que provavelmente irá preferir um conteúdo em texto,  tendo a liberdade de pular parágrafos que lhe interesse menos e reler passagens que lhe interesse mais, ditando assim o ritmo da interação com o conteúdo.
O vídeo se consolida cada dia mais como um dos conteúdos que mais engajam na web. No início do ano, a Cisco disponibilizou um relatório mostrando que, até 2020, os vídeos serão responsáveis por 82% de todo o tráfego de usuários na internet. Isso mesmo, 82%! Ainda segundo o relatório, os números já eram impressionantes em 2015, girando em torno de 70%.
Entre os equipamentos que você precisará para a gravação dos vídeos da sua empresa, estão: câmera, microfone, iluminação e tripé. Invista em câmeras profissionais para fazer vídeo marketing, pois a qualidade das imagens é essencial para fazer vídeos realmente atraentes para os consumidores. As câmeras profissionais, normalmente, vêm com microfone embutido, mas o ideal é que você utilize microfones externos para que os usuários consigam entender a voz do narrador com maior clareza. Em relação à iluminação, você deve gravar os vídeos em um local bem iluminado e, se necessário, monte uma espécie de 'home studio' para que as imagens tenham qualidade. O tripé, por sua vez, é que o garante que as imagens tenham o enquadramento perfeito, sem tremores.
Estamos falando simplesmente da preferência das pessoas e um meio através do qual é possível condensar os melhores argumentos de venda rapidamente. Segundo a Forrester, três a cada cinco internautas topam assistir a um vídeo se estiverem interessados em um determinado produto ou serviço. E 52% dos consumidores dizem que vídeos de produtos os ajudam a tomar decisões de compra. Ora, ao utilizar vídeos para marketing, boa parte das pessoas irão assisti-los ao visitar os seus canais de comunicação e, então, contando com uma boa produtora de vídeo, é só marcar o gol.
Víctor muy buen artículo. No puedo estar más de acuerdo contigo en todos los puntos de los que hablas. Me he topado muchas veces con esa afirmación rotunda de que el “marketing de contenidos no les funciona”, y que les supone un grandisimo esfuerzo mantener su Blog activo o vivo. ¿Pero qué tipo de contenidos estás redactando? ¿Todo el rato ofertas o promociones? ¡Eso no es marketing de contenidos oiga!
Como você deve ter percebido, o vídeo no Facebook servirá como isca para um conteúdo mais completo, seja como um teaser para um vídeo maior em sua plataforma de vídeos, seja como um “quer saber mais?” que levará a seu blog. As possibilidades são inúmeras e elas serão infinitamente melhor aproveitadas se todas as mídias de sua estratégia se complementarem.
La propuesta de JoePulizzi en Content Inc. da un giro al enfoque empresarial tradicional donde primero se crea un producto y luego se tratar de encontrar clientes que necesiten ese producto. ¿Y si se invierte esta lógica? Su modelo se basa en la creación de un contenido valioso, la construcción de una audiencia en torno a ese contenido, y luego la creación de un producto para ese público.
En estos videos se muestra paso a paso como realizar un proceso. Desde como instalar un software hasta como sacar una mancha, todo puede ser explicado sencillamente de principio a fin con un entretenido video. Hoy en día son muy populares, por eso es recomendable investigar previamente para identificar un problema que no ha sido cubierto o que aún tiene aspectos a explorar.
Nunca publique ou compartilhe um vídeo sem antes criar e colocar nele uma boa chamada para ação; ou seja, uma palavra, frase ou botão que convide os usuários a agir de uma forma específica que você terá definido previamente, de acordo com os objetivos que quer atingir: pode ser visitar o blog, fazer um comentário, compartilhar nas redes, subscrever-se ou qualquer outra ação.
Ayer estuve en una jornada del CEEI de Elche sobre márketing digital, a cargo de Leonard Pera, autor del libro SOCIAL COMMERCE 100 CONSEJOS PARA VENDER EN INTERNET que va por la segunda edición. Fué una charla interesantísima sobre cómo hacer relevante en cada caso concreto toda la información de las redes, la importancia de la “escucha activa” y muchas cosas más. Me gustó su modo de dar la charla, sorprendentemente no usó soporte auriovisual para su exposición ;)…y para finalizar nos hizo una sugerencia: para vender online la honestidad es igual de importante que pen la venta física de un producto, si la base de nuestro negocio o producto no es buena estaremos siempre en peligro. Compraré el libro. 
×