Entre os equipamentos que você precisará para a gravação dos vídeos da sua empresa, estão: câmera, microfone, iluminação e tripé. Invista em câmeras profissionais para fazer vídeo marketing, pois a qualidade das imagens é essencial para fazer vídeos realmente atraentes para os consumidores. As câmeras profissionais, normalmente, vêm com microfone embutido, mas o ideal é que você utilize microfones externos para que os usuários consigam entender a voz do narrador com maior clareza. Em relação à iluminação, você deve gravar os vídeos em um local bem iluminado e, se necessário, monte uma espécie de 'home studio' para que as imagens tenham qualidade. O tripé, por sua vez, é que o garante que as imagens tenham o enquadramento perfeito, sem tremores.
As próprias redes sociais estão dando preferência a vídeos. Uma pesquisa feita pela Sambatech mostrou que o compartilhamento e engajamento das pessoas com as publicações contendo links e fotos diminuiu drasticamente, principalmente depois que redes como Instagram e Facebook cortaram o alcance orgânico de todos os posts, e, em um caminho oposto, os vídeos continuaram fazendo sucesso.
A mudança dos hábitos de consumo de conteúdo é uma das principais responsáveis pela utilização de formatos diferentes de divulgação. Existem inúmeros formatos de conteúdo e cada empresa pode explorar os que mais impactam as suas personas, porém pesquisas mostram que vídeos tem se destacado nos últimos anos. De acordo com a ComScore, 91% dos internautas consomem vídeos online e no Brasil temos a maior taxa de espectadores de vídeos da América Latina, portanto, esse formato tem se comprovado a cada dia.
Com a rapidez na criação de novas ferramentas e novas tecnologias, não dá para ter resultados extremamente expressivos fazendo sempre a mesma coisa, certo? Para realmente oferecer serviços que irão gerar mais valor para clientes, as agências de marketing precisam se adaptar e pensar em formas inovadoras de alcançar as pessoas certas, da forma certa e nos veículos certos.
Hola Francisco, efectivamente, es un buen libro, lo que pasa es que este post se centra en las publicaciones de 2015 y este que comentas tiene un par de años ya. En todo caso, sí que Kiyosaki ha publicado a principios de 2015 un libro, Second Chance, pero va un poco por la cola que ha dejado Rich Dad Poor Dad y por temática no encajaba en este artículo. Muchas gracias por tu comentario. Un saludo
×