Após definir a sua persona, é preciso entendê-la quanto ao seu comportamento e hábitos de consumo. Faça um mapeamento da jornada de compra do seu cliente e, através dela, construa um funil de vendas para a sua empresa. Tendo esses dois materiais fechados e bem estudados, você saberá exatamente que como, quando e que tipo de conteúdo em vídeo deverá produzir para atingir a sua audiência.
É uma das principais referências em empreendedorismo no país. Já apoiou mais de 10 mil startups nos últimos 20 anos. As iniciativas de apoio a empreendimentos que fundou ou dirigiu geraram mais de R$ 600 milhões em investimentos. É fundador da Startup Farm e foi diretor do programa Start-Up Brasil, no Governo Federal. É colunista do jornal Estadão e da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e autor do livro 10 Mil Startups.
Basta entender que o conteúdo que aposta em elementos visuais sai na frente dos outros nas principais ferramentas de busca. Pesquisas apontam que conteúdo criado em vídeo recebe mais cliques e tem 50% mais chances de ser listado na primeira página de resultados do Google. Crescimento orgânico que reflete de forma direta como sua empresa/marca/serviço é vista de fora. 
Hola Mario, gracias por comentar. El Storytelling de Guber creo que lo publicó Empresa Activa hace unos tres o cuatro añitos si no me equivoco, dentro de su colección “Gestión del Conocimiento” que es muy recomendable casi completa. Este artículo quiere recoger sobre todo los libros que han sido publicados este año concretamente. Respecto a Seth Godin, este año sacó un libro muy diferente estéticamente a sus libros anteriores, muy potente visualmente, pero que va un poco en el tono motivador de sus últimos libros y quizá ese perfil se escapaba un poco de la temática de este artículo.
Hola Francisco, efectivamente, es un buen libro, lo que pasa es que este post se centra en las publicaciones de 2015 y este que comentas tiene un par de años ya. En todo caso, sí que Kiyosaki ha publicado a principios de 2015 un libro, Second Chance, pero va un poco por la cola que ha dejado Rich Dad Poor Dad y por temática no encajaba en este artículo. Muchas gracias por tu comentario. Un saludo
Produzir vídeos pode parecer algo intimidante, caro e complicado. Mas um material criado para ser assistido e compartilhado tem, certamente, potencial para gerar um retorno altamente satisfatório para as empresas e criar diferencial para qualquer marca. Não deixe que o medo de errar paralise você: faça tentativas de acordo com as suas possibilidades e lembre-se de aproveitar as lições em cada nova empreitada.   
Mas, se apenas esses dados não bastam para entender que ficar de fora das plataformas de vídeo pode prejudicar sua estratégia de marketing de conteúdo, este gráfico mostra outro fator importante: o aumento do engajamento produzido pelos vídeos não passou despercebido pelos publishers, que começaram a publicar cada vez mais vídeos. Ou seja, é bem provável que seu concorrente já esteja utilizando os vídeos na estratégia dele!
Para montar uma campanha de sucesso para a sua empresa, é essencial ser criativo e investir em ferramentas eficientes para atingir o público alvo. Nesse sentido, o vídeo marketing é a estratégia que tem oferecido os melhores resultados às empresas e instituições, pois, quando o material é bem feito, facilmente a empresa consegue passar a mensagem que deseja ao seu público. Portanto, você deve divulgar a sua empresa no YouTube, sobretudo, porque a plataforma de vídeos é a mais popular da atualidade e oferece tudo o que o seu negócio precisa para alcançar os clientes na internet.

Para mí lo interesante es cómo aterriza la gran empresa su estrategia de marketing de contenidos. Para la PYME es relativamente fácil porque normalmente normalmente estará presente en un país solamente y tendrá unos canales y una audiencia relativamente acotados. Pero para empresas presentes en varios continentes, con empleados y clientes de diferentes culturas, es todo un reto. Saludos.
Os consumidores já não estão mais satisfeito com empresas sem rosto, o marketing genérico está no limite. Eles querem e esperam conexões humanas e reais. As empresas estão usando transmissões de vídeo ao vivo para estabelecerem conexões humanas em tempo real com seus públicos. E quando você considera que 80% das audiências preferem assistir vídeo ao vivo a partir de uma marca do que ler um blog, é uma oportunidade valiosa para o marketing que realmente não pode ser ignorada.
Peter Drucker dizia que a melhor maneira de prever o futuro é construindo-o você mesmo. O professor e cientista Silvio Meira leva isso a cabo e é uma das cabeças mais importantes do Brasil quando o assunto é unir academia e mercado em nome do empreendedorismo e da inovação disruptiva. Neste bate papo com Leandro Vieira no Café com ADM, ele fala sobre as transformações dos mercados e os desafios para o futuro (que já chegou!)

Bajo mi punto de vista, sin una página web o blog el marketing de contenidos no tiene sentido. Sí, puedes trabajar tu presencia en cualquier red social y hacerlo muy bien: Twitter, Facebook, LinkedIn, Pinterest, Instagram o la red social que sea, e incluso puedes hacer colaboraciones con bloggers que te permitan publicar en sus páginas, o podrías publicar contenidos en alguna web famosa del sector en el que tienes actividad, pero no dejarías de estar ahí “de prestado”.


Veja outro vídeo na categoria: “é velho, mas funciona”. Este vídeo de marketing está na categoria do setor de B2B para anunciar os serviços de armazenamento de dados da IBM. Mas, da mesma maneira que aconteceu com a Dollar Shave Club, marca de B2C, o exemplo abaixo também é o vídeo mais popular da empresa no YouTube, com mais de 6 milhões de exibições.
Antes de comenzar el desarrollo de una web, la empresa tiene que reflexionar sobre el modelo de negocio online que pretende gestionar en Internet. La estrategia digital consiste en desarrollar una web adaptada a los objetivos que se quieren conseguir, el tipo de usuario al que se quiere llegar y los mercados que la empresa tiene intención de abordar.
Para mí lo interesante es cómo aterriza la gran empresa su estrategia de marketing de contenidos. Para la PYME es relativamente fácil porque normalmente normalmente estará presente en un país solamente y tendrá unos canales y una audiencia relativamente acotados. Pero para empresas presentes en varios continentes, con empleados y clientes de diferentes culturas, es todo un reto. Saludos.
Mais recentemente o LinkedIn começou a apostar também nesse formato, testando ferramentas para lançar aos usuários. Por enquanto a novidade está restrita apenas para alguns usuários, entre os quais Google, Embraer, BRF, IBM, TOTVS, SAS e LENOVO. "Os vídeos trarão mais relevância à rede, porque é o tipo de conteúdo mais acessível. Ele é mais do que audiovisual, porque não necessariamente precisa de som - uma legenda é suficiente. Em outras redes esse tipo de publicação pode se tornar efêmera, mas neste caso teremos o oposto: algo útil e relevante pro dia a dia dos profissionais", conta Marcos Facó, diretor de Comunicação e Marketing da FGV, em entrevista ao Mundo do Marketing.
Marcos Facó - O vídeo hoje é o carro-chefe. É preciso se atentar a algumas questões que são os três "S" e um "V". O primeiro é Short - o Millennial não quer coisas longas, o conteúdp precisa ser curto e dinâmico. O segundo é Simple - uma apresentação simples, sem complexidades. É preciso fazer a leitura para as pessoas, como é o caso do Bitcoim. Não é contar o que é e sim como funciona. O terceiro é Social - o seu conteúdo precisa ser social e compartilhável. Precisa ter um pingo de viralização. O outro ponto é Visual - um apelo visual para que a pessoa se interesse por ele. O SSSV é a tendência e recomendação para quem quer trabalhar com estratégia em vídeo.
×