En los tiempos actuales, la sostenibilidad de una marca en el tiempo pasa por un posicionamiento diferenciado y relevante a los ojos del consumidor. Joan Mir Juliá se encarga de explicar este proceso de posicionamiento en dos fases: una primera donde se define cómo es la marca y qué ofrece, y una segunda etapa en la que tiene lugar la ejecución de una estrategia de comunicación capaz de fijar en la mente de los usuarios potenciales el concepto más representativo de la marca.
El Big Data y el futuro de las comunicaciones humanas tienen profundas implicaciones para las marcas y el marketing. Las marcas que abracen y reflejen estas transformaciones tendrán el potencial necesario para asumir roles cada vez más importantes en nuestra sociedad, generando mejoras en el estilo de vida de los consumidores a través de la confianza y el compromiso de servir al bien común.

Para mi el mejor libro de marketing digital es sobre analítica y es: Analítica Web 2.0: El arte de analizar resultados y la ciencia de centrarse en el cliente del autor Avinash Kaushik evangelista de Analítica para Google, te ensaña como interpretar datos y que indicadores son importantes para cada caso. Desde mi punto de vista es un libro de referencia imprescindible.
Fernando García es CEO en España de la empresa Sun Media (SunMedia). Este profesional cuenta con una dilatada experiencia en el lanzamiento de empresas especializadas en el terreno del marketing digital. Durante su carrera profesional ha sido director de desarrollo de negocio y comercial en Smartclip en 2009, empresa de la que fue responsable del lanzamiento en España. Cuatro años más tarde, en 2013, fue el responsable de la introducción de YuMe en el mercado español, como director general comercial. Como CEO de SunMedia ha colocado a la empresa dentro del grupo de referencia en cuanto a audiencia en vídeo en España y ha iniciado la expansión internacional de la compañía con las aperturas de oficinas en Latam y Reino Unido.
Com o sucesso dos vídeos na internet, é possível dizer que o video marketing proporciona inúmeras vantagens às empresas de todos os portes e setores. Hoje, o que os usuários buscam na web são soluções para o seu dia a dia e as empresas que conseguem se comunicar com eficiência com esse público saem na frente. Para entender melhor a questão, é essencial levar em consideração que, de forma geral, as pessoas preferem ver vídeos do que ler um texto. É nesse sentido que o video marketing ajuda as empresas: melhorando a comunicação com o público-alvo de forma estratégica.

Há alguns elementos primordiais que devem ser observados antes de começar a trabalhar com audiovisual em sua estratégia de conteúdo. O primeiro deles é tempo de duração do material. Produza vídeos de, no máximo, dois minutos. O ideal é um minuto. A Wyzowl afirma que 50% dos consumidores afirmam que um minuto é o tempo que direcionam para assistir a um vídeo de Marketing de Conteúdo. São 33% os que afirmam que direcionam entre um minuto e dois; e 17% os que afirmam que não assistem vídeos que tenham duração de um minuto, pois consideram muito longos. A Wistia, plataforma profissional de hospedagem de vídeos, afirma que não há diferença significativa no envolvimento da audiência em vídeos que vão de 45 segundos a dois minutos.          
Ao contrário do que muitos pensam, a Red Bull não é 100% austríaca, pelo menos a origem do produto tem mais história. A bebida foi criada na Tailândia. Diante de uma potencial demanda grande por bebidas na região, o xarope energético que antes era uma quase exclusividade da elite, foi popularizado em uma nova fórmula baseada na hoje já famosa substância taurina.
Buscamos empreendedores que estejam 100% dedicados ao negócio, que sejam apaixonados pelo que fazem e que tenham muita vontade de se tornar o próximo unicórnio (startups que valem mais que $ 1 bilhão) no ecossistema de startups brasileiro. Não importa se você tem um pequeno ou grande time. O importante é que seu negócio esteja operando e que você esteja preparado para decolar!
Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)
Marcos Facó - O vídeo hoje é o carro-chefe. É preciso se atentar a algumas questões que são os três "S" e um "V". O primeiro é Short - o Millennial não quer coisas longas, o conteúdp precisa ser curto e dinâmico. O segundo é Simple - uma apresentação simples, sem complexidades. É preciso fazer a leitura para as pessoas, como é o caso do Bitcoim. Não é contar o que é e sim como funciona. O terceiro é Social - o seu conteúdo precisa ser social e compartilhável. Precisa ter um pingo de viralização. O outro ponto é Visual - um apelo visual para que a pessoa se interesse por ele. O SSSV é a tendência e recomendação para quem quer trabalhar com estratégia em vídeo.
×